quinta-feira, 1 de outubro de 2009

Top 10 - Comédia Romântica

Final de semana chegando, muito frio e muita chuva .. o que será que combina com tudo isso? Filmeees, uhuuL! (olha a doida viciada em filmes falando, haha). Não que eu não goste de um filme de ficção científica, ou um drama, ou até mesmo de aventura; mas não tem nada melhor que um filme de comédia romântica pra esquecer tudo e se entregar na história, fala a verdade. Eu sei que a maioria deles seguem aquele clichê de um casal que se encontra por motivos só existentes em filmes, se apaixonam e no final ficam juntos e felizes; mas não dá pra escapar da magia que esses filmes têm, porque embora a gente já saiba que no final o casal irá ficar junto (em grande parte dos filmes) o desenrolar da história é muito divertido e emocionante, e acaba nos prendendo até o fim, não é mesmo?
Ok, chega de enrolação, vamos a minha lista de comédia romântica (claro, esse é o meu pequeno mundo, hehe), sei que tem muito mais filmes ótimos, mas entre os que eu já assisti selecionei os 10 preferidos, tarefa um tanto difícil.

10 - Sex and the City - O filme

Infelizmente nunca assisti o seriado, e mesmo assistindo só o filme me apaixonei. Sei que é um filme tipo "mulherzinha", de mulheres chiquérrimas em Nova York, mas além disso, há entre elas uma amizade que mesmo com o tempo, a distância e a correria de uma vida adulta, elas continuam juntas e com o mesmo bom humor, e ainda dividem os problemas de relaciomentos amorosos, umas bem sucedidas e outras nem tanto. Sem esquecer, são quatro amigas e cada uma com uma personalidade diferente, ou seja, impossível não fazer aquela comparação na nossa rodinha de amigas: 'ah, a fulana se parece com a Charlotte'; 'mas olha, igualzinha a mim'. Haha.

9 - Alguém tem que ceder

Elenco com Jack Nicholson e Diane Keaton, fraco né? Só que além disso, a história é super divertida. No filme, embora Nicholson já não seja mais um broto, ele é um homem sedutor que acaba namorando uma mulher bem mais nova que ele, e por "obrigação", precisa passar alguns dias com a sua sogra com a idade um pouco avançada também. Só que no começo, com a convivência forçada, os dois não se dão muito bem e o público pode garantir boas risadas, até que uma atração forte entre os dois se inicia.

8 - Como se fosse a primeira vez

Aaah, filme super fofo. Drew Barrymore já é fofa por natureza e Adam Sandler consegue cativar sempre, desde aquelas comédias escrachadas até esse filme que tem uma pitada de drama. Sandler tem que conquistar ela, Drew, todos os dias, devido a um problema de memória da moça.
É emocionante.

7 - Muito bem acompanhada
É um filme pouco conhecido, mas eu adoooro. A história é de uma mulher que contrata um acompanhante para o casamento de sua irmã, só que o acompanhante é nada menos que Dermot Mulroney, lindo, inteligente, simpático, que acaba conquistando toda a sua familia e claro, a moçoila também. Recomendadíssimo.

6 - Letra e música
Logo no começo do filme você já morre de rir com um clipe de uma banda chamada Pop, que na história é como se existisse e ainda era a maior banda dos anos 80, mas que não passa de ficção. A reboladinha do Hugh Grant é de rachar, as músicas inéditas, feitas especialmente para o filme são ótimas, todas no estilo pop anos 80. Só que Hugh, depois de acabar com a banda, não é um artista tão popular e tem o trabalho de compor uma música para uma cantora famosa (só no filme, claro), e acaba recebendo a ajuda de Drew Barrymore, a menina que apenas foi molhar as plantinhas de seu apartamento, mostra um grande talento na música. E o que acaba acontecendo? tanananam .. eles se apaixonam. Hehe. Um filme imperdivel, muitas risadas e boas músicas.

5 - Simplesmente amor
Filme lindo, sem colocar defeito. Com um ótimo elenco, ele conta a história de várias pessoas, em lugares diferentes, com vidas diferentes e que não tem contato um com o outro, mas com uma coisa em comum: acabam vivendo histórias de amor. Simples assim, mas fascinante.

4 - Alguém como você
Amo esse filme. Divertidissimo e inteligente, tem até aTeoria da Vaca, estranho né, mas só assistindo pra entender e ver o quão certa tá essa teoria. Haha. E pra ser mais perfeito, tem Hugh Juckman, não vou nem dar detalhes da cena dele de cueca. Hahaha. Aluguem e vejam.

3 - O diário de Bridget Jones
Impossível não se encantar com Bridget, interpretada por Renée Zellweger, uma mulher com 32 anos que resolve escrever um diário com todos os seus problemas com peso, seus desatres amorosos, sua vida profissional e tudo mais que acontece, e que realmente parece só acontecer acontece com ela de tão hilárias. Renée é super fofa e ao lado de Hugh Grant e Colin Firth, formam o que poderiamos chamar de triângulo amoroso. Diversão? Concerteza.

2 - Casamento grego
Se tem um filme que eu paro tudo pra ver, nem que seja na sessão da tarde, é Casamento grego. Não sei o porquê, ele é pouco falado, mas amo esse filme. Nia Vardalos interpreta uma grega que mora nos Estados Unidos e que além de ter que enfrentar toda o choque cultural, tem uma vida pacata, morando e trabalhando com seus pais e solteira aos 30 anos (o conhecido Patinho Feio), até que um dia ela conhece John Corbett, eles se apaixonam da forma mais linda (oh a babona), e ela se transforma (fisicamente também). E além disso tudo, o filme garante muitas risadas com as familias do casal, de um lado uma familia enorme de gregos e no outro, pais mais comportados. Quem ainda não viu, por favor, assista. Hehe.

1 - Harry & Sally - Feitos um para o outro

Sim, ele é meu preferido. Não é tão recente assim, foi gravado em 1987, mas isso é só um detalhe perante a história do filme. Falas super inteligentes, divertidas, com aquele humor sarcástico; Harry, interpretado por Billy Crystal, e Sally, com a fofissima Meg Ryan (sim, não basta ser ótima atriz, tem que ser fofa também, hihi) se conhecem após se formarem no colegial e ele se atrai por ela, enquanto que Sally, odeia ele. Até que os anos vão passando, eles vão tendo suas vidas separadas e um dia se encontram, tornam-se grandes amigos, mas amigos inseparáveis mesmo, e aos poucos fica evidente que eles não eram só amigos, que havia um outro sentimento entre eles (oooooin). Eu poderia ficar horas falando desse filme, mas o post já esta grande demais, só não posso deixar de falar da cena mais hilária e lembrada por muitos cinéfolos como uma das melhores de Hollywood; cena em que Meg Ryan finge ter um orgasmo em plena lanchonete, na frente de todos, jesuis, o que é aquilo? eu ri litros. Hahaha.
Sortudo será aquele que conseguir esse filme em uma locadora, então deixo aqui o link para o baixarem, no mesmo lugar que peguei, legendado.

Até a próxima. Beijos.

2 comentários:

  1. Achei que só eu me minha melhor amiga gostassemos de "Muito bem acompanhada", gente que homem é aquele? Charmosériiiimo.
    Letra e Música é delicioso, a banda do Hugh Grant é a melhor. Bridget Jones é ótimo, o livro então nem se fala, não tem gordinha que não se indentifique com ela xD.
    E Sex and the city, tem a cena do bofe...rã, rã, no banho, que bofe!
    Ótima lista baby =*

    ResponderExcluir
  2. http://nunesfernandes.blogspot.com/
    voce poderia me seguir pois gostei do seu blog tbm voce vai achar o meu idiota mas tudo bem..kk
    Obrigada..

    ResponderExcluir